COLETA E DESTINAÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA DE VIDRO

A AldeiaGreen coleta e faz a destinação ambientalmente adequada dos resíduos de vidro. Na cooperativa, é feita uma triagem para eliminar impurezas que possam contaminar o vidro a ser produzido. As tampas e rótulos são retirados e as embalagens passam por um processo de lavagem. 

É também necessário separar o vidro de acordo com coloração e características para evitar alterações de padrão visual do produto final e agregar valor. Esta etapa é fundamental na reciclagem do vidro, para assegurar a qualidade do produto final. Na recicladora, os cacos moídos são fundidos a mais de 1300 °C, podendo ser moldados novamente no que se desejar produzir. 

O vidro reciclado é utilizado para a fabricação de novos produtos que na maior parte das vezes são embalagens. É misturado com a matéria-prima nova. Em garrafas a porcentagem de reciclado de vidro é em média 60%. Dependendo da cor, esse percentual ainda pode chegar a 90%. Além de voltar à produção de embalagens, a sucata pode ser aplicada na composição de asfalto e pavimentação de estradas, construção de sistemas de drenagem contra enchentes, produção de espuma e fibra de vidro, bijuterias e tintas reflexivas. 

IMPORTÂNCIA 

O vidro é um material 100% reciclável, o que significa que 1kg de caco de vidro pode ser transformado em 1kg de vidro novo. E esse material pode ser reciclado novamente infinitas vezes. Ainda, 1kg de caco de vidro substitui 1,2kg de matéria-prima virgem para a fabricação de vidro. Para cada 10% de caco de vidro na mistura economiza-se 4% da energia necessária para a fusão nos fornos industriais e reduz-se 9,5% do consumo de água, além de emitir menos CO2.

Sendo assim, tais características certamente fazem a reciclagem do vidro economicamente viável e muito benéfica ecologicamente, já que gera economia aos fabricantes e poupa a mineração para obter novos recursos na natureza. No entanto, apenas de 30 a 40% da média das 980 mil toneladas de embalagens de vidro por ano produzido no Brasil, é reciclado. Para comparar, na Alemanha isso pode chegar a 87% e na Suiça 95%. Um dos maiores motivos para esse cenário no Brasil é que a coleta ainda é ineficiente, com a maioria indo parar em aterros sanitários. 

Ainda, por ser um país muito grande e com polos vidreiros concentrados em poucas regiões, a logística para enviar os resíduos para esses os polos vidreiros pode se tornar caro em algumas regiões. Recife é um desses polos, fazendo com que tenhamos um grande potencial para o desenvolvimento da cadeia de reciclagem do vidro, que não é biodegradável, pesa consideravelmente e ocupa grandes volumes na coleta pública, encarecendo-a e reduzindo a vida útil dos aterros.

Sem título-1-01
RECICLÁVELNÃO RECICLÁVEL
Potes de conservasEspelhos
EmbalagensBoxes Temperados
Frascos de remédios vaziosLouças
Frascos (vidros) de produtosÓculos
CoposCerâmicas, porcelanas, pirex
Cacos dos produtos citadosTubos de TV, monitores e
Para-brisas de carros
Vidros Especiais
(Tampa de forno microndas) e
garrafas